Publicado 04 de Dezembro de 2017 - 19h53

Por Estadão Conteúdo

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, recorreu nesta segunda-feira, 4, a duas postagens no Twitter para tentar mostrar os benefícios da queda do risco Brasil para a população. "Pode parecer algo distante do nosso dia a dia, mas a diminuição do risco Brasil afeta diretamente a vida de todos", escreveu o ministro. "Quanto mais baixo o risco, menor é o custo do crédito e, por consequência, maior é a atividade econômica, o volume de investimentos e a geração de empregos."

O risco Brasil é uma medida do risco de crédito a que investidores estrangeiros estão submetidos quando investem no País. No mercado, há indicadores diários que mostram a evolução do risco País, entre eles o Credit Default Swap (CDS), uma espécie de seguro contra calotes.

Quanto mais elevado é o CDS, maior é a desconfiança dos investidores em relação à situação daquele País.

Com direito a gráfico e à sua nova logomarca "Henrique Meirelles", o ministro destacou que o CDS brasileiro estava em 370 pontos em fevereiro de 2016, ainda no governo Dilma Rousseff, e caiu a 170 pontos em dezembro deste ano. Para o governo, esse é um sinal de confiança e solidez da economia brasileira.

Escrito por:

Estadão Conteúdo