Publicado 25 de Julho de 2016 - 20h19

Por Shana Maria Maciel Pereira

Shana Pereira

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

[email protected]

A nova faixa exclusiva para ônibus na Avenida Dr. Campos Sales, na região central de Campinas, entrará em operação em breve. A via passará a ter corredores para o transporte público nos dois lados da via e perderá os locais que eram permitidos estacionar na faixa da esquerda. Para alguns comerciantes, a medida dificultará os serviços de carga e descarga. Outros defendem que a mudança será positiva nas vendas já que o fluxo de pessoas aumentarão. A avenida já recebeu sinalizações como placas, dois pontos de chegada e partida e pinturas no pavimento indicando a novo serviço. A faixa exclusiva estará a disposição 24 horas para o transporte coletivo.

O novo corredor fica entre as ruas Onze de Agosto e José Paulino, totalizando 560 metros. Atualmente, há 65 linhas do transporte público que atendem nove pontos localizados na faixa exclusiva da direita, entre Rua Onze de Agosto e Avenida Francisco Glicério. A partir da inauguração da nova faixa exclusiva, 18 linhas destas 65 passarão a atender na faixa da esquerda, em dois pontos de ônibus. A faixa da direita ficará, portanto, com 47 linhas.

De acordo com a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), a nova faixa entrará em operação, assim que reposicionar as bancas para que haja espaço suficiente aos pedestres na calçada. O proprietário de uma banca na avenida, Waldomiro Ribeiro, conta a nova faixa exclusiva de ônibus nos dois lados dificultará o trabalho dos os entregadores do comércio local. “Agora as pessoas não poderão nem parar por cinco minutos na via. Quem parava aqui próximo a banca terão que achar outros locais para estacionar”.

Para o entregador Anderson Silvestrino , antes mesmo da mudança já havia dificuldade em estacionar na via. “Somente neste trecho já levei duas multas por estacionar em local proibido. Pois quando chegamos aqui está tudo lotado. Na região do Centro já é difícil deixar os veículos, quero ver agora como vamos fazer”, afirmou. “Agora teremos que parar nas ruas paralelas e passar no meu do povo com as mercadorias para realizar a entrega”, reclamou o entregador Daniel Alves dos Santos.

No entanto, alguns comerciantes acreditam que a alteração será positiva nas vendas. “Acredito que, o aumento do fluxo de pessoas na calçada ajudará na procura dos produtos oferecidos na loja”, afirmou Fábio da Costa.

Fiscalização

A faixa da esquerda da Avenida Dr. Campos Sales, no trecho entre as ruas Onze de Agosto e José Paulino, será proibido estacionar e a fiscalização terá início assim que a faixa de ônibus efetivamente entrar em operação. A lei informa que é considerado infração gravíssima de trânsito com perda sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) quem trafegar indevidamente nas faixas exclusivas de ônibus com multa de R$ 191,54. E para quem estacionar o veículo em local proibido a infração é média com perda de quatro pontos na CNH e multa de R$ 85,13. É permitido circular apenas ônibus fretados e táxis pelas faixas e corredores exclusivos de ônibus. Porém, não podem embarcar ou desembarcar passageiros. O taxista Ademar da Costa, não aprovou a nova mudança, e disse que dificultará o trabalho no centro da cidade. “Nós taxistas podemos trafegar nas faixas, mas não podemos embarcar um passageiro. Aqui no centro tem muitas pessoas idosas e será ruim para elas ter que caminhar para utilizar o serviço”.

Outras faixas

Entrou em operação a nova faixa da Avenida Benjamin Constant, que funciona permanentemente, à direita, entre as avenidas Anchieta e Andrade Neves com trecho de 1,2 km. No eixo Sudeste (Avenida da Saudade e Rua da Abolição) e Barão Geraldo (Rua Carolina Florence e Rua Buarque de Macedo), segundo a Emdec, até o final desta semana será implantada toda a sinalização de placas. Os trechos com as faixas exclusivas para ônibus vão operar das 6h às 8h e das 16h às 19h, somente nos dias úteis. Ainda não há previsão para o funcionamento.

Saiba mais

Na Avenida Dr. Campos Sales são quatro faixas de rolamento, onde atualmente na faixa da direita trafegam 477 veículos da frota e tem uma circulação média 227 ônibus por hora. Entre os pontos de chegada e partida dos passageiros são em média 94 metros.

Escrito por:

Shana Maria Maciel Pereira