Publicado 22 de Julho de 2016 - 20h39

Por Carlos Augusto Rodrigues da Silva

Carlos Rodrigues

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Após um bom primeiro turno, com a melhor campanha do torneio e quase 70% de aproveitamento, o Guarani visa manter a regularidade e busca os pontos que faltam para garantir classificação para a próxima fase da Série C do Campeonato Brasileiro. Uma grande chance de estreitar ainda mais esse caminho é hoje, contra o Guaratinguetá, às 16h, no Estádio Comendador Agostinho Prada, em Limeira, em partida válida pela 10ª rodada.

O cenário, na teoria, se desenha de maneira bem favorável ao Bugre. Além de ser um duelo de opostos no Grupo B, já que o alviverde tem 18 pontos e o adversário é o lanterna com apenas 4, o Guarani se sentirá praticamente em casa. É que em Limeira, local onde manda suas partidas, o Guaratinguetá é dono dos quatro piores públicos do campeonato e tem média de apenas 46 torcedores por partida.

Já o Bugre, mesmo longe de Campinas, tem recebido apoio das arquibancadas. Isso não deve ser diferente hoje, portanto, é quase certo que os visitantes serão maioria. “O torcedor já fez isso nos jogos no Canindé e em Mogi Mirim. E é muito importante essa presença, serve de motivação a mais para que possamos conquistar um bom resultado”, afirma Lenon, que mais uma vez ocupará a lateral-direita do time.

O técnico Marcelo Chamusca evita falar em favoritismo absoluto. Com o já conhecido discurso de respeito ao adversário, o comandante quer um time atento para não ser surpreendido. “Eu não faço distinção entre time que está na zona de rebaixamento ou no G4”, revela. “O trabalho feito durante a semana foi mostrar as dificuldades da partida, de um adversário que em casa conseguiu reagir. Precisamos de organização e fazer um jogo forte porque os três pontos não acontecem antes de jogar. Eles são construídos, com sacrifício e comprometimento”.

Para essa partida, são dois desfalques em relação à equipe que atuou na última rodada. O volante Evandro, que sofreu uma lesão no tornozelo e o atacante Pipico, que cumpre suspensão. No setor de marcação, Alex Santana foi o escolhido. Já para a vaga lá na frente, Elielton e Marcinho disputam a posição. Independentemente da escolha, alcançar o resultado positivo pode fazer bastante diferença na tabela. "Entramos em um momento crucial do campeonato, onde temos que buscar, rodada a rodada, mais pontos para se aproximar da nossa meta. É em cima disso que a gente trabalha. Além disso, precisamos voltar a ganhar fora de casa.", conclui Marcelo Chamusca.

Escrito por:

Carlos Augusto Rodrigues da Silva