Publicado 21 de Julho de 2016 - 17h10

Além da dor de cabeça que os brasileiros têm vivido nos últimos meses, a crise política que toma conta do Brasil também tem rendido inúmeras piadas. Humoristas deitam e rolam com os atuais acontecimentos do País, como escândalos de corrupção, propinas para todos os lados, trocas de cargo e discursos duvidosos. A presidente afasta Dilma Rousseff ainda é o alvo preferido dos craques do humor, como é o caso de Márvio Lúcio, o Carioca do Pânico. O comediante apresenta hoje em Campinas, na Excalibur, às 21h, o espetáculo Dilma Ducheff Saudando a Mandioca. No show, para falar de temas como o governo da “presidenta”, o pedido de impeachment e sobre toda a crise política e econômica que se abateu sobre o Brasil, Carioca faz questionamentos como será que a Dilma volta ao poder depois de ser “impichada”? E o Lula, será preso ou continuará solto? Será que os brasileiros sabem realmente quem são os corruptos do Brasil? Claro que o humorista, além de mostrar sua versão da Dilma, conta com diversas imitações de sucesso no currículo. Para citar algumas, ele é especialista em fazer Lulu Santos, Raul Gil, Boris Casoy, Amaury Jr, Ney Latorraca, Lula, Felipão, Dr. Rey, Zeca Camargo, Edir Macedo, Miguel Falabella, Marcelo Rezende e Ricardo Boechat. Impossível não conhecer também o personagem Jô Suado, uma sátira do apresentador global Jô Soares em que Carioca recebe diversos convidados no seu programa. Márvio Lúcio, além de comediante, é radialista e repórter brasileiro que trabalha tanto na rede Jovem Pan, no programa Pânico, quanto na Rede Bandeirantes no programa Pânico na Band. Os preços para se divertir com o Carioca variam de R$ 25 (meia entrada no setor bolsistas) a R$ 180 (para o Camarote da Petrobretch, que dá direito a buffet frio e quente de porções, bolinho caipira, escondidinhos de mandioca, frutas, whisky, energético, água e refrigerante). Ainda há os setores Boteco no Duplex, CPI e Lava Jato. A Excalibur fica na Av. Dr. Antônio Carlos Couto de Barros, 2156, Sousas, fone: 3258-2500. (Da Agência Anhanguera)