Publicado 19 de Julho de 2016 - 14h05

Por Delminda Aparecida Medeiros

Choro em Cantado no Bar Pessoa

Chorinhos para aquecer essas noites frias, no aconhcego no Bar Pessoa. O trio Chôro em Cantado é a atração de amanhã na casa noturna, inovando no resgate de choros tradicionais com uma formação inusitada – vibrafone, violão de 7 cordas e pandeiro -, apresentado chorinhos cantados e instrumentais. “Essa formação é algo novo no gênero. A ideia é retomar a tradição de Ademilde Fonseca, que morreu em 2012 sem deixar herdeiros de seu estilo tão peculiar”, conta Carlo Bardu, um dos integrantes do trio ao lado de Adriel Job e Gustavo de Medeiros. No repertório, músicas de Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Jacob do Bandolim, Valdir Azevedo, Paulinho da Viola, entre outros. Com arranjos próprios, as composições são executadas em releituras singulares. O trio também acrescenta arranjos vocais nas canções, com letras de autores como Vinícius de Moraes, Catulo da Paixão Cearense e João de Barro.Bardu e Medeiros se formaram em música na Unicamp e Job no Conservatório de Tatuí. Os três uniram seus talentos e experiências para criar o Chôro em Cantado. Amanhã, às 20h, no Bar Pessoa, no Hotel The Royal Palm Plaza (Av. Royal Palm Plaza, 277, Jardim Nova Califórnia, fone: 2117-8094). Entrada franca, inclusive para não hóspedes. Estacionamento: R$ 15,00. (DM/AAN)

Escrito por:

Delminda Aparecida Medeiros