Publicado 07 de Julho de 2016 - 11h56

Por Delminda Aparecida Medeiros

Recital em homenagem aos 180 anos de Carlos Gomes

Para lembrar os 180 anos de nascimento do maestro Antônio Carlos Gomes, comemorados em 11 de julho, a Associação Brasileira Carlos Gomes de Artistas Líricos (Abal) apresenta hoje um recital com canções e árias do imortal compositor de O Guarani. Os intérpretes serão a soprano Marina Gabetta, os tenores Fábio Bandeira, Vicente Montero e Alcides Acosta e o barítono Tiago Bezerra, com acompanhamento ao piano do professor Chiquinho Costa. No repertório estão as canções Ave Maria, Lontana, Addio e Rondinella; a ária Sospettano di me... Sogni damore, da ópera Lo Schiavo; as modinhas Bela Ninfa de Minhalma, Sempre Teco e Analia Ingrata; as árias Come Serenamente, Lugubre Giocoliero, da ópera Maria Tudor; e ainda, Cosè lamore e Quem sabe?!, finalizando com as árias O Ciel di Parahyba, de Lo Schiavo; e Era un Tramonto Doro, do oratório Colombo. Hoje, às 20h, no auditório do Centro de Ciências, Letras e Artes - CCLA (Rua Bernardino de Campos, 989, Centro, fone: 3231-2567). Amanhã (dia 9), no mesmo horário e local, a professora Rosa Lourenço Arraes, de Belém (PA), faz uma palestra sobre a tela Últimos Dias de Carlos Gomes: Restauração e seus Aspectos Artísticos e Sociais. Rosa Arraes é responsável pelo Museu de Arte de Belém, graduada em Belas Artes e mestra em História. Na segunda-feira, dia do nascimento do maestro, a diretora Ariane Porto, da TAO Produções Artísticas, inicia as gravações do longa Partitura Rasgada – Antônio Carlos Gomes, sobre a vida do compositor. “Ainda estamos captando recursos para produzir o filme, mas não podemos deixar passar em branco a data de seu aniversário de 180 anos. É uma forma de prestar nossa homenagem ao homem que foi o primeiro grande herói brasileiro”, coloca Ariane. (Delma Medeiros/Da Agência Anhanguera).

Escrito por:

Delminda Aparecida Medeiros