Publicado 23 de Julho de 2016 - 12h34

Por France Press

Ainda não se sabe se o fogo no Airbus A320 da EgyptAir foi provocado por um problema técnico ou um ato criminoso

France Press

Ainda não se sabe se o fogo no Airbus A320 da EgyptAir foi provocado por um problema técnico ou um ato criminoso

O avião da EgyptAir que caiu no Mediterrâneo em maio passado provavelmente se desintegrou em plena queda depois do incêndio perto ou na cabine do piloto, segundo um artigo do jornal The New York Times.

Ainda não se sabe se o fogo foi provocado por um problema técnico ou um ato criminoso, segundo informaram fontes egípcias não identificadas.

A palavra "fogo" foi registrada em um gravador de voo do avião Airbus A320 da companhia EgyptAir antes que o aparelho caísse no Mediterrâneo, conforme anunciou no último sábado (16) uma comissão investigadora encabeçada pelo Egito.

Os investigadores já haviam indicado no final de junho que a análise dos dados de voo demonstrou que alertas de fumaça a bordo foram ativados antes do acidente.

O voo MS804, que viajava de Paris ao Cairo em 19 de maio, caiu no mar entre Creta e a costa norte do Egito depois de ter desaparecido dos radares por razões ainda indeterminadas, deixando 66 mortos, entre eles 40 egípcios e 15 franceses.

Escrito por:

France Press