Publicado 24 de Julho de 2016 - 5h00

Por Thaís Jorge

O suculento Frango Guanabara está entre as especialidades da casa; para quem prefere carnes, a dica é o filé à parmegiana

Edu Fortes

O suculento Frango Guanabara está entre as especialidades da casa; para quem prefere carnes, a dica é o filé à parmegiana

RESTAURANTE CASA BONIN

Rua Ferreira de Almeida, 153, Jardim Guanabara, Campinas, f. (19) 3308-1361

Segunda, das 11h às 15h20; de terça a sexta, das 11h às 15h20 e das 18h às 23h; sábado, das 11h às 23h30; domingo, das 11h às 16h30

Trabalho familiar, panelas fumegando sobre os fogões e mesa farta de histórias refletidas na comida. A proposta da Casa Bonin é servir refeições frescas e focadas na simplicidade da cozinha caseira, com valorização dos detalhes para agradar aos paladares de maneira única. Os pratos com frango são os carros-chefes, sendo o que leva o nome do bairro o preferido dos clientes – o Frango Guanabara tem molho bechamel, palmito, brócolis, ervilhas frescas, catupiry e mozarela gratinada. “É o que mais sai, com certeza. A versão simples, servida com arroz, farofa e vinagrete, também é bastante pedida”, conta o proprietário da casa, Jordão Bonin.

De acordo com ele, a presença da família na cozinha, tomando conta de tudo que sai das panelas, é constante. “Estamos quase o tempo todo cozinhando. Não guardamos comida. É tudo feito na hora, como tem que ser uma refeição saborosa”, diz. Para começar a refeição, as sugestões são a salada da casa (rúcula, tomate cereja, alface roxa, mozarela de búfala, cebola roxa e parmesão ralado), a salada de acelga com alho e as porções de batatas fritas, mandioca e carpaccio, entre outras.

Filé à parmeggiana acompanhado de arroz e fritas

Entre os principais, além dos frangos desossados, há também carnes vermelhas, com destaques para o filé-mignon à parmegiana (o molho é preparado na hora) e a costela no bafo. “Fazemos um tempero da casa e a deixamos na churrasqueira em fogo bem baixinho por 12 horas. Quando vai comer, nem precisa de faca”, garante Bonin. O prato acompanha arroz, farofa, vinagrete, feijão e mandioca frita. Para os fãs de peixe, o pintado na brasa, o abadejo ao molho de camarão e os tepans são boas dicas.

Ao fim da experiência, a ordem para os chocólatras é provar o petit gateau. Já se o paladar pedir um pouco de frescor, vá de creme de papaia com cassis. n

COSTELA SUÍNA

INGREDIENTES

900g de costela suína

Sal e pimenta-do-reino branca a gosto

1 dente de alho

Azeite a gosto

PREPARO

Com a ponta da faca, faça pequenos furos na carne e tempere com sal e pimenta-do-reino branca. Amasse um dente de alho, junte ao azeite e passe a mistura por toda a peça. Vire a costela com o lado do osso para cima. Com uma faca bem afiada, faça pequenos cortes na carne para que fique mais fácil soltar do osso na hora do cozimento (não tire pedaços, apenas faça incisões delicadas). Envolva a costela em papel celofane e depois em papel alumínio. Asse em forno a 160ºC por mais ou menos uma hora. Retire o papel alumínio, aumente a temperatura para 200ºC e deixe no forno por mais meia hora. Retire, cubra a costela com molho barbecue ou outro de sua preferência e sirva.

Escrito por:

Thaís Jorge