Publicado 13 de Julho de 2016 - 5h30

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) garantiu que vai liberar verbas para a conclusão da obra de um laboratório de última geração focado em sanidade avícola e atualmente em construção no Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro), em Campinas. O custo total do laboratório é de R$ 27 milhões e são necessários R$ 500 mil para terminar a construção. O local deve ser inaugurado no começo do próximo ano.

O Lanagro recebeu certificação da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como referência para diagnóstico da doença de Newcastle e influenza aviária na América Latina. Apenas dez centros de pesquisa no mundo têm o aval da instituição para a avaliação das duas doenças em aves.

A garantia de envio dos recursos foi dada ontem, durante cerimônia da apresentação da certificação, pelo secretário-executivo do Mapa, Eumar Roberto Novacki. do setor.

O coordenador do Lanagro, André de Oliveira Mendonça, afirmou o laboratório estará no nível NB4 da Organização Mundial de Saúde Animal para a área de sanidade avícola, o conceito mais elevado. “Será um laboratório de ponta e um dos melhores do mundo em termos de biossegurança”, disse.

Mendonça comentou que a certificação do OIE é a primeira para uma instituição na América Latina na avaliação de diagnóstico da doença de New Castle e de influenza aviária. “Nós nos tornamos um centro de referência mundial. Já fazemos as análises no Brasil, de maneira que é mais necessário que os resultados sejam validados por outras organizações internacionais”, disse. Segundo ele, a tendência é de aumento da demanda internacional por análises de diagnóstico das duas doenças no Lanagro.

“Com a certificação, nos capacitamos a atender a demanda internacional. Atualmente, avaliamos 5 mil amostras por mês nessa área".