Publicado 23 de Julho de 2016 - 19h05

Sabe a expressão “tentar enfiar a torcida do Flamengo num fusquinha”? Algo impossível, né? Isso também ajuda a explicar as trapalhadas da Fremantle no caos verificado por ocasião das primeiras audições do X Factor no Itaquerão. A produtora e também a Band, sabe-se agora, foram alertadas sobre a necessidade de se mobilizar uma grande quantidade de profissionais para aquele dia, mas, segundo pessoas de lá, ignoraram o aviso. Achavam que meia dúzia de gente daria conta do recado e erraram feio no cálculo, como se constatou.

Além da economia pecaram também no quesito expertise, porque não houve o cuidado de buscar, aqui mesmo, pessoas com experiência nesse tipo de programa e tampouco se preocuparam em trazer alguém de fora para a necessária assessoria. Se bem que qualquer um com bom juízo, sem grande esforço, certamente jamais autorizaria as audições naquelas lamentáveis condições.