Publicado 19 de Julho de 2016 - 19h05

Em homenagem ao legado do escritor, pensador e poeta Rubem Alves, no mês que completa dois anos de sua morte, em 19 de julho de 2014, o Instituto que leva seu nome promove amanhã uma edição especial do Sarau Rubem Alves. Para esse momento o tema é O Encantamento, com a proposta de abordar o sagrado e o poético, celebrando a vida e a memória de Rubem Alves por meio de um eixo de discussão filosófica e sensível coordenado pelo convidado Edivaldo Nascimento. “Meu pai dizia que as pessoas não morriam, se encantavam, em especial os poetas. Assim, segundo suas palavras, ele está encantado. Será um encontro para falarmos de amor”, afirma Raquel Alves, filha de Rubem e presidente do Instituto.

A sétima edição do Sarau traz ainda a apresentação de uma peça de teatro pela companhia paulistana Grande Urso Navegante, inspirado na obra infantil de Rubem Alves, A Pipa e Flor. Adaptada e dirigida por Laerte Asnis, o espetáculo está em cartaz há 17 anos, já foi apresentado no Brasil e Portugal, e vem a Campinas para completar a homenagem ao escritor. A peça conta a história de uma pipa que, ao encontrar uma flor, começa a refletir sobre a liberdade, a felicidade e o amor.

Raquel explica que o Sarau é inspirado nos encontros do grupo Os Canoeiros, que existiu por cerca de 10 anos em Campinas, e era coordenado por Rubem Alves. O encontro consistia em reunir amigos a fim de promover discussões e a leitura de poemas de diversos autores, isso tudo acompanhado de sopa e vinho. Para esta edição especial serão disponibilizadas 60 vagas. (Delma Medeiros/Da Agência Anhanguera)