Publicado 23 de Julho de 2016 - 5h30

As obras de ampliação das marginais da Rodovia Santos Dumont (SP-075), no trecho entre as rodovias Anhanguera e Bandeirantes, em Campinas, terão início ainda este ano, segundo informou o Secretário Municipal de Transportes Carlos José Barreiro. Serão implantados sete quilômetros de cada lado. A construção será feita pela concessionária AB Colinas, que administra o trecho. O investimento está orçado em R$ 130 milhões e a previsão é de que fiquem prontas em 18 meses. A ampliação das marginais deve desafogar o trânsito na rodovia, considerada uma das principais vias de acesso a Campinas.

A implantação das marginais ocorrerá do Km 70 ao Km 77, a partir da Avenida Prestes Maia até a Rodovia dos Bandeirantes. “O Estado aprovou o projeto executivo que foi apresentado pela Rodovia das Colinas. O projeto executivo contempla as necessidades apresentadas pelo município de Campinas para a concessionária e para a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo)”, afirmou Barreiro.

De acordo com ele, com a aprovação das reivindicações feitas pelo município, o Estado autorizou a sequência do processo e a construção das marginais nos próximos meses. “Não tem data precisa. Mas vai ser feito agora no segundo semestre e a conclusão em 18 meses após o início”.

A regulação da obra será feita pela Artesp. Entre os apontamentos no projeto feitos pela Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) estão o aproveitamento das vias paralelas à rodovia. No sentido Viracopos-Campinas o espaço é menor e as vias existentes devem ser transformadas em marginais. “No sentido Campinas-Viracopos em vários trechos vão ser feitas vias novas. Porque é um trecho da rodovia com mais facilidade de usar o solo porque tem muita área desocupada”, explicou o secretário. A obra tem um grau de complexidade, mas algumas facilidades, por essa razão, a construção não será tão demorada”.

Em alguns trechos, em áreas privadas próximas à rodovia, haverá necessidade de desapropriações, que serão custeadas pelo governo do Estado. De acordo com a Secretaria, uma preocupação do projeto foi assegurar que os bairros lindeiros sejam atendidos com entrada e saída da marginal, além do acesso para a rodovia. Os ônibus do sistema de transporte público coletivo municipal, que circulam pela rodovia, serão alocados nas marginais.

Transposição

Barreiro destacou ainda que a obra contará com duas transposições. “Uma na chegada da Bandeirantes. É uma alça de retorno que vai passar por cima da Santos Dumont e vai voltar pela marginal do outro lado. Próximo à Anhanguera, no Campinas Shopping, vai haver também um viaduto ligando um lado a outro da pista”.

A ampliação das marginais é uma demanda antiga do município de Campinas para desafogar o trânsito na rodovia. As obras também irão facilitar o acesso ao Aeroporto Internacional de Viracopos. “Elas vão garantir a circulação interbairros pelas marginais e não pela rodovia. Só vai andar na estrada quem quer se deslocar para outros municípios ou para o aeroporto, acabando com o congestionamento”, disse o secretário. “Desde o início da gestão o prefeito Jonas (PSB) vem se empenhando. Fez uma batalha pessoal muito grande para isso dar certo junto ao próprio governador, mostrando a importância das marginais para o município de Campinas. Nós auxiliamos em relação a ótica viária e isso foi muito bem-aceito pela Artesp e pelo Estado, agora autorizando a execução das obras”.

A concessionária AB Colinas e a Artesp foram procuradas e informaram somente que o projeto da inclusão no contrato da concessionária Rodovias das Colinas das obras de implantação de marginais na Rodovia Santos Dumont está em fase final.