Publicado 19 de Julho de 2016 - 5h30

Campinas registrou a temperatura mais baixa do ano na manhã de ontem. Às 6h, os termômetros marcavam 5ºC na cidade e a sensação térmica chegou a -4ºC, segundo medição feita na estação do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri).

A massa de ar polar que chegou à região no sábado, acompanhada de chuva fina e fraca (com volume de apenas 0,2 milímetros), foi suficiente para derrubar a temperatura. A umidade relativa do ar ficou abaixo dos 37,5%. A temperatura máxima ontem chegou a 18,7°C às 16h20.

A partir de hoje, a temperatura deve aumentar gradualmente no decorrer da semana, segundo o Cepagri. Os termômetros devem oscilar entre períodos mais frios durante a noite e início da manhã e mais quentes durante o dia, que deverá ser ensolarado e com poucas nuvens.

De acordo com a meteorologista do Cepagri, Ana Ávila, esta variação no clima é esperada para o Inverno da região Sudeste do País. “O Inverno no clima tropical é assim mesmo, com essa alternância entre dias com temperaturas mais elevadas e chegadas de massa de ar mais frias”, explica.

Geada em Morungaba

Em Morungaba o frio foi mais intenso. A cidade amanheceu coberta por uma camada de gelo e os termômetros marcaram 2ºC às 6h30, segundo o coordenador da Defesa Civil de Morungaba, João Antonio Frare. Apesar de os termômetros marcarem a temperatura menor em relação a Campinas, a sensação térmica em Morungaba ficou mais alta, e chegou a 0ºC.

A geada intensa cobriu carros e pastagens. Produtores agrícolas da região registraram perda de 10% a 15% das plantas e hortaliças cultivadas. Frare acredita que nos próximos dias não deverá gear. “Geralmente quando venta, como agora, não tem geada nos dias seguintes, mas não tem como precisar”, explicou.