Publicado 24 de Julho de 2016 - 5h30

Uma rotina do Santos nos últimos dias foi ver o técnico Dorival Júnior pedir reforços, principalmente para o ataque. Por isso, a volta do centroavante Ricardo Oliveira ao time enche o treinador de esperança para a partida contra o Vitória, hoje, às 18h30, no Barradão, em Salvador, pela 16 rodada do Campeonato Brasileiro.

Recuperado de uma lesão no joelho direito, o experiente atacante já jogou contra a Ponte Preta, na rodada passada, mas ainda teve dificuldades físicas e precisou ser substituído. Pelos trabalhos feitos na semana, a tendência é que ele esteja em melhores condições.

O lateral-direito Victor Ferraz espera que o Santos entre focado, já que terá uma missão complicada. "Jogar no Barradão é difícil, com campo diferente dos outros, extremamente pesado. O Vitória costuma pressionar seus adversários lá dentro", avisou.

Enquanto Dorival Júnior tenta superar os desfalques, a diretoria busca pelas soluções "boas e baratas" na Série B ou em jogadores que ainda não fizeram sete jogos pela Série A neste ano. Mas enquanto eles não chegam, o técnico espera que mesmo com o problema conquiste um resultado positivo na Bahia e se mantenha na parte de cima da tabela. O jogo é o primeiro pelo torneio sem o trio Zeca, Thiago Maia e Gabriel, que está na seleção olímpica. "Eles fazem falta para qualquer time, mas temos que superar", avisou Renato. (Estadão Conteúdo)

VITÓRIA

Caíque; Diego Renan, Ramon, Victor Ramos e Euller; Willian Farias, Marcelo e Nickson (Sherman Cárdenas); Dagoberto, Kieza e Serginho. Técnico: Vagner Mancini.