Publicado 23 de Julho de 2016 - 5h30

Em uma nova onda de testes de amostras de atletas que estiveram nos Jogos de 2008 e 2012, o Comitê Olímpico Internacional (COI) descobriu mais 45 casos de doping e anunciou que esses esportistas poderão ficar de fora do Rio-2016. A entidade já abriu procedimentos contra um total de 98 atletas que potencialmente poderiam estar na Olimpíada. Mergulhado em sua maior crise de doping, o COI tomará amanhã uma decisão se exclui ou não toda a delegação russa do evento no Brasil. Mas, de forma paralela, a entidade havia ordenado que todas as amostras de sangue e urina guardadas desde Pequim-2008 fossem reavaliadas. Os testes são mantidos por dez anos, justamente para permitir que o desenvolvimento de novas tecnologias possam detectar, anos depois, se um atleta competiu dopado. As conclusões anunciadas ontem apontam para mais 30 atletas pegos por doping no evento de 2008 e outros 15 em Londres. (EC)