Publicado 23 de Julho de 2016 - 5h30

Desde o início da semana, o técnico Cuca deixou claro que manteria a característica do ataque do Palmeiras com três jogadores de mais velocidade e sem referência na área, mesmo com a ausência de Gabriel Jesus. Ontem, porém, mostrou que não está tão convicto de sua decisão e escalou Alecsandro entre os titulares para a partida contra o Atlético-MG, amanhã, às 11h, no Allianz Parque.

O time ainda faz mais um treinamento hoje, sem a presença da imprensa, mas Cuca vai deixar o mistério até os minutos que antecedem a partida. Ele só garantiu que Vagner vai substituir Fernando Prass, que está com a seleção olímpica, e que Moisés continua fora, machucado, e Dudu volta, após ser sacado do time no jogo com o Internacional. Na frente, Erik e Alecsandro disputam a vaga de Jesus, que também está com a seleção olímpica.

"O Gabriel Jesus tem estilo diferente de qualquer outro jogador que temos aqui. Ele une velocidade e força e se adapta em qualquer posição do ataque. É difícil ter um jogador dessas características e ele ainda saber fazer a referência. Eu trabalhei com o Erik e depois com um centroavante (Alecsandro). Gostei, até mais, mas vamos ver na hora do jogo", disse o treinador ontem.

Alecsandro foi suspenso preventivamente por 30 dias por ter sido flagrado em exame antidoping durante um jogo do Campeonato Paulista. A punição acabou e ele foi liberado para jogar enquanto aguarda a data do julgamento, que ainda não foi marcada. "O Alecsandro treinou bem e está em uma condição física muito boa. Provavelmente será a última partida em que ele possa ser utilizado antes do julgamento. Vamos ver se a gente aproveita", explicou Cuca. (Estadão Conteúdo)