Publicado 22 de Julho de 2016 - 5h30

Nascido nos Estados Unidos, Larry Taylor se adaptou tão bem ao Brasil que foi atrás da cidadania brasileira para poder vestir verde-amarelo nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. O armador tentava ir novamente à Olimpíada, desta vez no Rio, mas foi o último corte do técnico argentino Rubén Magnano. Dois dias depois de ser dispensado do grupo que treinava na Hebraica, em São Paulo, Larry Taylor parece já ter assimilado bem o fim do sonho. Preterido por Rafael Luz, que se destacou na campanha do Flamengo no NBB, o armador já está de volta aos treinos com o Mogi das Cruzes/Helbor-SP. "Não tinha nada garantido. Tinha três jogadores e um tinha que ir embora. Infelizmente desta vez fui eu", disse. (EC)