Publicado 20 de Julho de 2016 - 5h30

O Comitê Olímpico Internacional (COI) adiou a decisão sobre uma eventual suspensão da Rússia dos Jogos Olímpicos do Rio, medida que valeria para todas as modalidades, e anunciou que só apresentará a definição sobre o assunto no fim de semana.

Inédita, a decisão promete causar uma crise sem precedentes. Vladimir Putin, presidente russo, indicou que tal gesto significaria um "cisma" no movimento olímpico. Ontem, o caso se transformou em uma crise diplomática. Sergey Lavrov, o chanceler russo, se queixou ao secretário de Estado norte-americano, John Kerry, sobre a pressão feita pelo movimento olímpico dos Estados Unidos em defesa da exclusão russa. (EC)