Publicado 09 de Julho de 2016 - 5h30

A Euro-2016 arrecadou 1,93 bilhão de euros e custou 1,1 bilhão à Uefa, para um lucro de 830 milhões, divulgou ontem a entidade responsável pelo torneio. Seiscentos milhões de euros serão distribuídos entre as 55 federações nacionais membros da Uefa. O restante, 230 milhões, cobrirá os gastos de organização da Euro-2020 e das eliminatórias. A arrecadação viu um aumento de 34% em relação à Euro-2012, co-organizada por Polônia e Ucrânia, principalmente em função do crescimento no número de seleções, de 18 para 24. A maior parte da arrecadação deve-se à venda dos direitos de transmissão para televisão (1,05 bilhão de euros). Patrocínios valeram à Uefa 480 milhões de euros, enquanto 400 milhões foram lucrados com venda de ingressos. (FP)