Publicado 08 de Julho de 2016 - 5h30

Convocada para defender o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio, a esgrimista húngara Emesse Tacáks não é mais cidadã brasileira. Ela teve a sua naturalização revogada em segunda instância pela quarta turma do Tribunal Regional Federal da 4 Região, localizado em Porto Alegre. A atleta já estava momentaneamente desconvocada pela Confederação Brasileira de Esgrima (CBE). O imbróglio começou em maio, quando a desembargadora Anna Karina Stipp, da 5 Vara Federal de Curitiba, concedeu liminar cassando a naturalização, indicando que havia "forte indício" de que Takács não tinha residência fixa no País. (EC)