Publicado 25 de Julho de 2016 - 21h32

Por Agência Anhanguera de Notícias

Capa do disco 'Ascensão' da cantora Serena Assumpção

REPRODUÇÃO

Capa do disco 'Ascensão' da cantora Serena Assumpção

As memórias afetivas e vivências em terreiros e nas tradições ancestrais das religiões afro-brasileiras ganharam uma expressão rica e delicada nas canções apresentadas em 'Ascensão' (Selo Sesc, R$ 20,00), álbum póstumo de inéditas da cantora Serena Assumpção. O disco foi produzido e interpretado por Serena.

Gravado em abril do ano passado, em São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador, o CD contou com a participação de cerca de 50 músicos e foi o último trabalho da artista, que morreu, aos 39 anos, em março deste ano. Cada uma das 13 faixas do disco saúda um orixá e é dedicado a pessoas que Serena admirava, como o artista Leonilson, o profeta Gentileza, Luz Del Fuego, as cantoras Elis Regina, Clementina de Jesus e Clara Nunes e mãe Meninha do Gantois.

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias