Publicado 18 de Julho de 2016 - 22h25

Por Da agência ANSA/ Brasil

O jornalista Carlo Petrini, idealizador do movimento Slow Food

DIVULGAÇÃO

O jornalista Carlo Petrini, idealizador do movimento Slow Food

Há 30 anos, na pequena cidade de Bar, na Itália, o jornalista Carlo Petrini criou o Slow Food, uma organização internacional que tem como principais objetivos ajudar a preservar as culturas e tradições gastronômicas de todo o mundo, incentivar o consumo de comidas mais saudáveis e sustentáveis e se opor às redes de fast food.

Para celebrar as três décadas do movimento, a Poste Italiane, empresa que administra os serviços dos correios na Itália, divulgou ontem a primeira imagem de um selo comemorativo que será lançado no próximo dia 26 julho sobre a organização. O selo, que custará 95 centavos de euro, conta com o desenho de um caracol vermelho, o logo da organização italiana.

O movimento foi criado e apresentado pela primeira vez ao público em 1986 durante uma demonstração no restaurante do McDonald’s próximo da Escadaria da Piazza di Spagna, em Roma. Já três anos depois, em 1989, o Slow Food foi oficialmente reconhecido como uma associação internacional e seu manifesto finalmente foi assinado.

Atualmente, o movimento está presente em mais de 160 países, inclusive no Brasil, e conta com centenas de projetos que englobam sustentabilidade e consumo sustentável e milhões de pessoas envolvidas neles.

Escrito por:

Da agência ANSA/ Brasil