Publicado 21 de Julho de 2016 - 12h23

Por Alenita Ramirez

Terminal Central, um dos locais de autuação do falsário

Cedoc

Terminal Central, um dos locais de autuação do falsário

Um falso policial vem extorquindo frequentadores dos terminais de ônibus do Centro de Campinas há pelo menos três meses. Usando uniforme, colete e distintivos falsos comprados no camelô, o autônomo Igor Ianni da Silva, de 23 anos, abordava suas vítimas para roubar dinheiro e cartão de bilhete único. 

Silva, que anda com um rádio HT, revista as pessoas abordadas e depois recolhe o dinheiro e o cartão do bilhete único. Ele diz que os itens foram apreendidos e seriam incluídos em investigações. 

O homem, que segundo testemunhas, sonha em ser policial, dizia ainda pertencer à empresa que presta serviços de vigilância para a Transurc nos terminais. Ele foi identificado depois que o representante da empresa o flagrou abordando uma pessoa no Terminal Mercado. 

O homem foi levado pela empresa para o 1º Distrito Policial, que abriu inquérito para investigar a ação do falsário. Ele não foi preso em flagrante porque a vítima não foi localizado. A Polícia, no entanto, apreendeu todo material usado por ele e vários bilhetes  que estavam em sua posse. 

Ele foi indiciado por exercício ilegal da profissão e liberado em seguida. O delegado Hamilton Caviolla faz um apelo para que as vítimas do falso policial procurem a delegacia para prestar queixa. Só assim Silva poderá ser indiciado por estelionato e ter a sua pena aumentada. 

Escrito por:

Alenita Ramirez