Publicado 21 de Julho de 2016 - 21h55

Vacinação dos profissionais de saúde contra H1N1 no Hospital das Clínicas

Rovena Rosa/Agência Brasil

Vacinação dos profissionais de saúde contra H1N1 no Hospital das Clínicas

A cidade de Sumaré registrou a segunda morte por gripe H1N1 em 2016. Um homem de 79 anos que morreu em 25 de junho fazia parte do grupo de risco e estava internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) desde 15 de junho.

A morte pelo vírus foi confirmada pelo Instituto Adolfo Lutz. Neste ano, Sumaré registra 17 casos de gripe H1N1 confirmados e 24 suspeitos.

Em 2015, não houve registro de contaminação pelo vírus da gripe em Sumaré, de acordo com a Vigilância Sanitária. Neste ano, 11,7 milhões de doses da vacina contra a gripe (foto) foram aplicadas no Estado. Entre os grupos prioritários, a cobertura foi de 98,6%, ultrapassando a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde.