Publicado 11 de Novembro de 2015 - 19h00

Por Paulo César Dutra Santana

Paulo Santana

Da Agência Anhanguera

[email protected]

O Guarani anunciou ontem a contratação de nove reforços para a disputa da Série A2 do Paulista de 2016. São jogadores para todas as posições - defesa, meio e ataque - que já ficam à disposição do técnico Pintado para iniciar a preparação visando a conquista do acesso. Entre eles estão o goleiro Rafael Gatti, com passagem pelo Cruzeiro, o lateral Mário Sérgio, promessa da base do Goiás, e o atacante Flávio Caça-Rato, que fez sucesso no Santa Cruz.

Também acertaram contrato com o Bugre, os zagueiros Lucas Bahia, que jogou pelo ASA-AL, e Mateus Alves, do Sport. Para o meio-campo, a diretoria trouxe o volante Diego Tabata, que jogou pelo Aracruz, e o meia Valdeir, com passagem pelo Campinense. Os atacantes Max, do Palmeiras, e Ricardinho, que defendeu Icasa, completam o time de refoços.

Dentre todos, o irreverente Caça-Rato é o mais conhecido. Ele foi campeão pernambucano em 2013 e conquistou o acesso para a Série B atuando pelo Santa Cruz. Desempregado desde julho quando rompeu o contrato com o Remo, que jogou a Série D, Caça-Rato conta que problemas extracampo atrapalharam seu desempenho em campo.

“Fiquei três meses sem receber salário e isso era complicado. Minha esposa estava com gravidez de risco e seguia no Recife, enquanto eu estava em Belém. Com essa situação toda, decidi voltar para Recife”, contou, ao justificar a opção de cuidar da família e dar uma pausa na carreira.

O goleiro Rafael Gatti foi revelado pelo Cruzeiro, mas se destacou no Cuiabá-NT, onde conquistou o acesso para a Série C do Brasileiro de 2011 e foi vice-campeão estadual em 2012. O lateral Mário Sérgio, do Goiás, chega ao Brinco de Ouro para ganhar experiência. Jovem, com apenas 18 anos, ele é considerado promessa do clube goiano, com quem tem contrato até o final de 2017.

Para o ténico bugrino, a formação do novo elenco está dentro da programação definida com a direção do clube. “Estou satisfeito da maneira que estamos trabalhando, criando um bom ambiente. É muito importante iniciar bem e indicar para nossos adversários que vamos entrar para competir”, destaca Pintado.

O treinador ressalta que o Bugre voltou a ganhar confiança e respeito dos empresários. Por isso, está mais fácil definir contratações de bom nível técnico. “Tivemos um ano bem administrado. Agora, o Guarani está cumprindo seus compromissos. Da maneira como terminou 2015, a gente pode esperar um 2016 muito melhor, muito positivo e bem organizado”, completa.

Escrito por:

Paulo César Dutra Santana