Publicado 10 de Novembro de 2015 - 17h13

Fotos: Divulgação

Fábio Trindade

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

[email protected]

O chef Carlos Bertolazzi, apresentador do Hell’s Kitchen - Cozinha Sob Pressão, do SBT, sempre disse que, ao escolher os participantes do reality, está mais preocupado com a história de vida que eles têm do que o quanto cada um sabe sobre gastronomia. Ou seja, a terceira edição do programa, que vai ao ar aos sábados, às 21h30, conta com chefs recém-ingressados na cozinha e outros com muita bagagem nas costas. Todos, porém, com trajetórias interessantes e curiosas que mereçam ser passadas na TV, caso contrário, não estariam lá.

O mineiro de Poços de Caldas, mas radicado em Campinas, José Maria Pereira não sabe ao certo por que foi escolhido para ser um dos 16 participantes do reality, mas afirma: “tenho uma história bacana para contar, porém tenho bastante experiência também”. Depois de ser indicado por uma amiga à produtora que fazia a seleção, José Maria ficou dois meses passando por testes até conseguir a vaga. “Foi uma seleção difícil, demorada, com muitas avaliações, até porque eles sempre disseram que queriam pessoas diferentes. O que, particularmente, acho ótimo, porque deixa o programa bastante diversificado. Há gente bem nova, mas é bacana isso, porque esses programas ficam legais também quando mostram os chefs errando”, afirma este campineiro de coração.

Só que a história interessante de José Pedro vem bem de longe de Campinas. Depois de morar 11 anos por aqui - tendo se formado em jornalismo na cidade -, ele decidiu se mudar para a Irlanda, em 2009, justamente onde sua carreira teve uma guinada. Cozinheiro de mão cheia em Campinas, com direito a diversos jantares para amigos, José Pedro conseguiu um emprego num restaurante na ilha do Reino Unido - só que para lavar pratos.

Isso, entretanto, não o impediu de mostrar seu talento e, pouco tempo depois, passou a atuar na cozinha de grandes restaurantes, entre eles, o considerado melhor restaurante de comida mediterrânea da Irlanda, chamado Coppinger Row. “Para minha surpresa, descobri que o Bono (Vox, vocalista do U2) era cliente do local, e sempre fui muito fã do U2. De repente, me peguei cozinhando para ele, um cara muito tranquilo, gente boa, que chegou até a elogiar meus óculos uma vez”, conta.

Bono aparecia quase todo mês para comer no restaurante, isso quando não aumentava a frequência. “Eu dezembro do ano passado, ele foi todos os finais de semana, tinha até uma mesa reservada lá. Ou seja, um dia, o cara é apenas seu ídolo, no outro, ele está dando tapas nas suas costas. Era muito legal.”

Essa relação, porém, conta com uma curiosidade. Bono, lembra José Maria, quase todas as vezes, ia ao Coppinger Row para comer cordeiro. “A Irlanda tem uma das melhores carnes de cordeiro do mundo. E todo mundo que gosta de comer cordeiro sabe que a carne é muito mais suculenta, saborosa, quando servida mal passada. Mas o Bono gostava do cordeiro bem passado. Isso é quase um sacrilégio para nós”, brinca o chef. Obviamente, o cliente que manda, e o cordeiro sempre foi bem passado para a mesa de Bono. "Não tínhamos como falar não."

Menu degustação

Apenas dois episódios do Cozinha Sob Pressão foram ao ar, mas as gravações já chegaram ao fim. José Maria, que voltou para Campinas em julho deste ano, certamente não pode dar nenhuma informação sobre o que está por vir. Mesmo assim, já pôde retomar sua vida normal na cidade. Tanto que o chef é o convidado do Domingo Gourmet do bar Linguiceria desta semana. Ele fará um menu degustação com oito pratos, todos, claro, incorporando as linguiças artesanais presentes no cardápio da casa. Os convites estão à venda e custam R$ 95,00 (antecipado) e R$115,00 (na hora). O valor inclui todos os pratos do menu e parte da renda será revertida para Casa de Maria de Nazaré.

Agende-se

O quê: Menu degustação com chef José Maria Pereira

Quando: Domingo, às 13h

Onde: Linguiceria Campinas (Rua Barão Geraldo de Rezende, 220, fone: 3324-9744)

Quanto: R$ 95,00 (antecipado) e R$115,00 (na hora)