Publicado 12 de Novembro de 2015 - 21h39

Por France Press

A geleira conhecida como Zachariae Isstrom entrou em uma fase de derretimento acelerado em 2012

France Press

A geleira conhecida como Zachariae Isstrom entrou em uma fase de derretimento acelerado em 2012

Uma importante geleira no noroeste da Groenlândia está derretendo rapidamente no oceano Atlântico, alertaram especialistas nesta quinta-feira (12), para os quais seu degelo elevará em meio metro o nível do mar.

A geleira, conhecida como Zachariae Isstrom, "entrou em uma fase de derretimento acelerado em 2012", quando triplicou o ritmo de seu degelo.

Agora, perde massa em um ritmo de cinco bilhões de toneladas por ano, segundo estudo publicado na revista científica Science.

"A forma e a dinâmica do Zachariae Isstrom mudou drasticamente nos últimos anos", disse o principal autor do estudo, Jeremie Mouginot, pesquisador assistente do departamento de geofísica da Universidade da Califórnia em Irvine (UCI).

A geleira está liberando "grandes quantidades de icebergs no oceano, que ao derreter resultarão na elevação do nível do mar nas próximas décadas", acrescentou.

A descoberta baseou-se em 40 anos de dados via satélite, provenientes de agências espaciais, assim como o de controle aéreo da forma, tamanho e posição da geleira ao longo do tempo.

A água quente do oceano está erodindo a geleira de baixo para cima e o aumento da temperatura do ar está provocando seu degelo de cima para baixo.

"A superfície da geleira está derretendo como resultado de décadas de aumento continuado da temperatura do ar, enquanto sua parte inferior se vê comprometida por correntes de água quente", disse Eric Rignot, principal autor do estudo e professor de geofísica na UCI.

Este estudo é divulgado a duas semanas da conferência internacional sobre o clima em Paris (COP21), onde se buscará fechar um acordo para limitar as emissões de gases de efeito estufa potencialmente catastróficos para o planeta.

Escrito por:

France Press