Publicado 11 de Novembro de 2015 - 21h13

Por France Press

Um menino de 8 anos foi acusado de assassinato no estado do Alabama, Estados Unidos, por supostamente matar com golpes sua irmã de um ano deixada pela mãe sob seus cuidados para poder ir a uma festa.

O menino, que não teve sua identidade revelada, agrediu violentamente a irmãzinha porque não parava de chorar, segundo a polícia.

"A menina sofreu um severo trauma na cabeça e extensos danos nos órgãos internos, que ocasionaram a morte", afirmou a polícia.

Katerra Lewis, mãe da vítima, foi indiciada por homicídio doloso, por ter deixado a pequena Kelci Devine Lewis aos cuidados de uma criança para poder sair.

Kelci foi deixada com os cinco irmãos, sendo que o maior tem 8 anos, exatamente o que a matou.

"Em 22 anos de trabalho na polícia, este é, de longe, o caso mais triste que já encontrei", disse à AFP Sean Edwards, porta-voz da polícia de Birmingham, Alabama.

Segundo Edwards, "o menino de oito anos ficou extremamente nervoso porque a menina de um ano não parava de chorar. Então a agrediu violentamente".

A investigação policial estabeleceu que Lewis e uma amiga saíram para uma discoteca entre as 23h e as 2h, e que Kelci Devine Lewis foi encontrada sem vida um dia depois, em 11 de outubro.

"Este tipo de comportamento, este tipo de irresponsabilidade por parte de uma mãe é totalmente inaceitável", disse Edwards.

Katerra Lewis pagou uma fiança na segunda-feira (9) e aguardará o julgamento em liberdade.

O menino permanece sob custódia do departamento de Recursos Humanos do Alabama, que não divulgará seu nome ou detalhes do caso.

Nos Estados Unidos já ocorreram outros casos em que crianças foram acusadas pela morte de  menores.

No mês passado, um menino de onze anos do Tennessee foi acusado de matar a tiros uma vizinha de oito anos após uma briga envolvendo um cão.

Escrito por:

France Press