Publicado 10 de Novembro de 2015 - 10h27

Por France Press

Tela

Reprodução

Tela "Nu couché", considerada uma das obras maiores do mestre

Uma tela de Amedeo Modigliani, "Nu couché", considerada uma das obras maiores do mestre, foi vendida na noite desta segunda-feira, em um leilão em Nova York, por 170,4 milhões de dólares, um recorde para o pintor italiano.

O valor é mais do que o dobro do recorde precedente para um Modigliani, de 70,7 milhões de dólares.

A tela arrematada nesta segunda-feira, de 1917-1918, estava avaliada em 100 milhões de dólares pela Casa Christie's.

"Nurse", de Roy Lichtenstein, obteve 95,3 milhões de dólares no mesmo leilão da Christie's, um recorde para uma obra do mestre americano de arte pop.

A tela estava avaliada em 80 milhões de dólares pela Christie's e foi arrematada em poucos minutos.

O recorde precedente para um Roy Lichtenstein era de 56,12 milhões de dólares, em 2013.

Escrito por:

France Press