Publicado 09 de Novembro de 2015 - 18h59

Por Marita Siqueira

Corisco e Sílvio agora comandam o bar que seo Fernando fundou e tanto amava

Fábio Mello

Corisco e Sílvio agora comandam o bar que seo Fernando fundou e tanto amava

Seo Fernando partiu há 40 dias, aos 80 anos, deixando um grande legado: o Bar do Fernando, na Chácara da Barra, um autêntico boteco de bairro, daqueles onde os fregueses se sentem no quintal de casa, com a cozinha estrelada. Desde 1971 na esquina das ruas Heraldo Marques e Piedade – a data de registro oficial é 1973 –, o botequim pode ter perdido seu patrono, mas mantém a qualidade que lhe deu tradição graças ao genro Sílvio e ao Corisco, funcionário da casa há sete anos.

Paraibano porreta, Corisco faz jus ao apelido que ganhou assim que chegou à cidade e ao bar. Esperto e talentoso, aprendeu os segredos da cozinha com seo Fernando e assim ajuda a preservar o alto nível das comidas do local, cujo carro-chefe é o pimentão recheado, feito aos sábados. Carinhosamente, ele abriu uma exceção e pude constatar que o subtítulo “rei do pimentão” caiu muito bem ao Bar do Fernando.

Foto: Fábio Mello

Lanche Juliana Paes

Lanche Juliana Paes

Sentada sob a sombra das oitis, provei e aprovei o pimentão, o suculento pé de porco, o torresmo e o lanche de aliche com gorgonzola que deixa muitos famosos no chinelo. O boquinha de anjo foi batizado de Juliana Paes, porque no Fernando é assim: todos os lanches levam nomes de atrizes. Tem também Vera Fischer e Bruna Marquezine, feito com filé-mignon; e até a saudosa Dercy Gonçalves foi lembrada com seu peculiar humor (pão murcho e torresmo adormecido). Esses saem diariamente, assim como torresmo e linguiça, propositalmente, escrita no cardápio com “s”. Já as porções têm dias específicos: pé de porco às quintas, pernil às sextas e costela de boi às sextas e sábados.

Foto: Fábio Mello

Pimentão recheado

Pimentão recheado

Corisco e Sílvio têm, agora, a missão de levar adiante o que seo Fernando construiu e tanto amava. O desejo do senhor era que as portas não se fechassem com sua ida, que ocorreu apenas quatro meses depois de sua esposa, companheira por mais de 50 anos. Essa também é a vontade dos atuais comandantes. Para isso, terão a rigorosa fiscalização dos fiéis clientes. Afinal, se trata de um dos mais tradicionais botecos de Campinas. Espero que assim continue.

BAR DO FERNANDO

Rua Heraldo Marques, 5, Chácara da Barra, f. (19) 2121-2766. Aberto de segunda a sexta, das 11h às 22h; sábado, das 11h às 20h; e domingo, das 11h às 14h30.

Escrito por:

Marita Siqueira