Publicado 10 de Novembro de 2015 - 5h30

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) esperam que a inflação oficial pelo IPCA chegue a 9,99%, este ano. Na semana passada a previsão era 9,91%. Esse foi o oitavo ajuste seguido na estimativa. Para 2016, a projeção sobe por 14 semanas consecutivas. De acordo com o boletim Focus, divulgado ontem, a estimativa passou de 6,29% para 6,47%, no próximo ano.

A projeção para o próximo ano está chegando perto do teto da meta 6,5%. O centro da meta de inflação é 4,5%. A expectativa das instituições financeiras é que a Selic seja mantida em 14,25% pelo menos até o final de 2016. Com relação ao PIB, as estimativas do mercado financeiro são de recessão de 3,10% este ano (17 piora consecutiva na estimativa - na semana passada, ela era de 3,05%). Para o próximo ano, a projeção passou de retração de 1,51% para 1,9%. Por fim, a estimativa para o dólar permaneceu estável em R$ 4,00 ao final deste ano e em R$ 4,20, no fim de 2016. (Agência Brasil)