Publicado 09 de Novembro de 2015 - 19h05

A quarta edição do Festival Grandes Bandas Grandes continua nesta quarta-feira com a apresentação do Mistura 7, projeto de música instrumental criado em 2012 com a proposta de oferecer ao violão de sete cordas o papel de solista. Gian Correa é o violonista responsável pela ideia. Com sonoridade própria, ele inovou ao desafiar que um quarteto de saxofones e um pandeiro fossem capazes de assumir a função de acompanhamento do violão, propondo uma inversão da ordem tradicional de execução e proporcionando novas possibilidades aos instrumentos. O show da trupe acontece a partir das 21h, no Almanaque Café, em Barão Geraldo. Além de Gian, o time de instrumentistas é formado por Josué dos Santos (sax-soprano); Jota P. Barbosa (sax-tenor); Vitor Alcântara (sax-alto); César Roversi,( sax-barítono) e Rafael Toledo (pandeiro).Além disso, na quinta-feira, pela primeira vez em Campinas, o bar recebe Kay Lyra e Maurício Maestro também às 21h. Filha de Carlos Lyra, um dos principais nomes da MPB, Kay promete revisitar e reler clássicos da bossa nova, além do repertório do grupo Boca Livre, fundado pelo compositor e arranjador Maurício Maestro.Kay e Maurício são casados e têm trabalhado juntos há cerca de dez anos, já que o compositor é responsável pela maioria dos arranjos e direção musical dos trabalhos da mulher. Os dois vêm fazendo shows pelo Brasil e Exterior, principalmente nos Estados Unidos, onde atuam há alguns anos. No repertório, canções do pai de Kay, composições próprias, e músicas de Tom Jobim, Vinicius de Moraes, João Gilberto, Maria Bethânia, entre outros.