Publicado 16 de Novembro de 2015 - 5h30

Um jardineiro foi preso em flagrante após jogar a companheira, uma manicure de 30 anos, do carro em movimento, ser parado e agredido por populares, e em seguida a atropelar, durante fuga. A mulher estava grávida e foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital Mário Gatti, onde foi internada. A assessoria de imprensa do hospital informou apenas que a vítima era mantida em estado de saúde estável, sem mencionar sobre a gravidez. O desfecho da briga ocorreu no cruzamento das avenidas Doutor Ângelo Simões com a Saudade, no bairro Ponte Preta, por volta da uma hora da manhã. Segundo boletim de ocorrência, o casal estava em um Monza modelo 1991 quando testemunhas que estavam em um carrinho de cachorro-quente viram a manicure sendo lançada para fora do carro em movimento. Revoltado, o grupo de clientes conseguiu parar o veículo e tirar o jardineiro. Ele foi agredido, mas conseguiu escapar e entrar no Monza. O rapaz teria dado partida no carro e “passado por cima” da manicure. A mulher sofreu vários ferimentos pelo corpo, principalmente a cabeça. As testemunhas chamaram a polícia e passaram as características físicas do rapaz e do veículo. Uma viatura fez patrulhamento pela região e conseguiu encontrar o jardineiro no Jardim Baronesa. Ele foi detido e preso em flagrante por tentativa de homicídio. Parentes da manicure não quiseram comentar o caso e apenas alegaram que estavam surpresos com o que tinha acontecido. (Alenita Ramirez/AAN)