Publicado 14 de Novembro de 2015 - 5h30

A Polícia Civil de Campinas desmantelou na manhã de ontem uma central de distribuição de sinal de TV a cabo clandestina, que funcionava em uma casa no Jardim Santa Eudóxia. Um vendedor de 34 anos foi preso em flagrante por furto de energia e por estelionato. No imóvel foram achados computadores, conectores, chips, aparelhos de transmissão de sinal, cabos entre outros objetos. Investigadores do 10 Distrito Policial (Jardim Proença) chegaram à central após duas semanas de investigação, a partir de denúncias de que ali havia pessoas envolvidas em roubos e tráfico de drogas. Há uma semana, os policiais montaram campana perto de um imóvel suspeito e passaram a monitorar o local. Ontem de manhã, conseguiram deter o vendedor quando ele saía do imóvel. Apesar de a casa ser do próprio suspeito, ele não mora no local. Segundo os investigadores, o vendedor passava por lá para checar o funcionamento da central, que transmitia sinal da NET. Segundo a polícia, o vendedor cobrava uma mensalidade de R$ 30 dos clientes e vendia os aparelhos por valores entre R$ 500,00 e R$ 650,00. No imóvel foi constatada uma ligação clandestina de energia e técnicos da CPFL Paulista fizeram o corte do serviço.

A NET afirmou que mantém uma equipe dedicada a apurar

suspeitas de pirataria . Quando há evidências, a empresa aciona a polícia e contribui com as investigações. (Alenita Ramirez/AAN)