Publicado 14 de Novembro de 2015 - 5h30

Quatro pessoas foram detidas, vários cadernos, passagens, quatro rodas de liga leve apreendidas e um falso estacionamento foi lacrado durante operação “pau de arara”, feita pela Polícia Civil em conjunto com a Polícia Militar, Guarda Municipal e Secretaria de Mobilidade Urbana (Semurb) de Campinas, ontem pela manhã. A operação visava fiscalizar locais usados como mini rodoviárias clandestinas nas ruas Doutor Ricardo e Salustiano Penteado, no Botafogo. Os detidos prestaram depoimento e foram liberados após elaboração de termo circunstanciado de ocorrência (TCO). A operação ocorreu após constatação da Polícia Civil de que na região da antiga rodoviária havia transporte ilegal de passageiros para cidades paulistas e também para estados do norte do país. Os três locais fiscalizados não têm alvará de funcionamento e apenas um deles fez o pedido junto à Prefeitura no final do ano passado. O estacionamento lacrado fica na Rua Doutor Ricardo esquina com Doutor Mascaranhas e, segundo um agente fiscal da Secretaria de Urbanismo, o local já foi notificado desde dezembro de 2014. A Prefeitura recebeu denúncia de parada de vans que fazem transporte clandestino para cidades da região e, inclusive, para São Paulo. O dono já foi multado em R$ 2.794,10 para regularizar o estabelecimento, mas ainda não apresentou documentação na prefeitura. Caso ele não apresente adequações nos próximos dias, será multado em cerca de R$ 13 mil. Esse valor poderá dobrar caso ele desobedeça e reabra o local, sem a legalização. “Também poderá responder por crime de desobediência, que prevê detenção de 15 dias a seis meses e multa”, frisou o delegado Roney de Carvalho Barbosa Lima. Outras duas mini rodoviárias clandestinas que funcionam na Rua Salustiano Penteado também foram fiscalizadas e uma delas teve vários cadernos que funcionam como contabilidade e controle de viagens apreendidos. O local não tem alvará. Segundo a GM, as viagens a partir do local são para estados do Norte. Na mesma rua, um estacionamento também funciona como mini rodoviária e até pousada para passageiros. No local foram apreendidas passagens para o Maranhão. “Aqui, constatamos que o dono protocolou pedido de alvará para estacionamento e agência de turismo, mas, ainda assim, está trabalhando irregular, pois constatamos que há quartinhos que são usados como pousadas. Isso não pode" , disse Degnessi. (Alenita Ramirez/AAN)