Publicado 11 de Novembro de 2015 - 5h30

Um dos presidentes interinos na Federação Alemã de Futebol (DFB, na sigla em alemão), Rainer Koch veio a público ontem para cobrar explicações do ídolo nacional Franz Beckenbauer. O ex-jogador tem o nome cada vez mais ligado ao escândalo de corrupção que estourou no país nas últimas semanas e culminou, inclusive, na renúncia do presidente da DFB, Wolfgang Niersbach, na última segunda.

Líder da candidatura alemã para sediar a Copa do Mundo de 2006 e posteriormente presidente do Comitê Organizador do torneio, Beckenbauer tem sido acusado de estabelecer relações ilícitas para garantir que a competição acontecesse no país. A pressão aumentou ontem, quando dois jornais locais garantiram a ligação do ex-jogador com o ex-dirigente da Fifa Jack Warner. Em meio a tantas acusações contra o astro, Koch cobrou que Beckenbauer se explique e manifeste sua posição. "Nós apelamos a ele que se coloque mais próximo e dê uma explicação sobre o que aconteceu", declarou o dirigente, um dos dois presidentes interinos da DFB neste momento. O próprio Koch, aliás, foi o responsável por confirmar algumas das acusações contra Beckenbauer. (AE)