Publicado 11 de Novembro de 2015 - 5h30

Como já era esperado, o elenco do Guarani se reapresentou ontem à tarde, no Brinco de Ouro, sem nenhuma novidade. Apenas os remanescentes da Série C e atletas da categoria de base subiram ao gramado e correram ao redor do campo. Ao todo 20 jogadores participaram da atividade e as ausências mais sentidas foram as dos meias Fumagalli, em recuperação de cirugia no nariz, e João Vittor, que ainda negocia a permanência para a próxima temporada e esteve no clube conversando com a diretoria.

O volante sul-coreano Kim, de 18 anos, que chegou ao Bugre na semana passada fruto da parceria com a empresa M. Sports, também não apareceu no clube. A inscrição do sul-coreano para a disputa da Série A2 ainda não é certa.

Estiveram no Guarani ontem os goleiros Passareli e Pegorari, os laterais Denis Neves, Marcinho, Oziel e Salomão, os zagueiros Carpini, Gabriel, Guilherme Garutti, Henrique, Léo Rigo e Rafael Caldeira, os volantes Diego Silva, Lenon, Lucão e Wesley, os meias Salamene e Watson e os atacantes Lorran e Raí.

O técnico Pintado vai aproveitar o período de treinos para avaliar os atletas da base. Aqueles que não forem aproveitados serão emprestados ou liberados para procurar outro clube.

Antes de subirem ao gramado, os jogadores tiveram uma conversa no vestiário com Pintado, o superintendente de futebol Waldir Lins e o presidente Horley Senna sobre os planos para a temporada. “A gente já está pensando no próximo ano, os trabalhos já iniciaram e isso é muito positivo. O importante é que a gente saiba utilizar esse tempo que vamos ter pela frente”, afirmou o treinador.

A expectativa do clube é de anunciar algumas contratações ao longo da semana. Pelo menos sete jogadores já estão apalavrados com o Guarani, mas não tiveram os nomes revelados porque os contratos ainda não foram assinados. Segundo Pintado, os reforços estavam em times das Séries B e C, e nenhum deles já passou pelo Guarani. “Ninguém gostaria de anunciar mais do que a gente para dar esse presente para o torcedor. Mas como não temos esse contrato assinado corremos o risco de entrar outro clube na negociação. Tem atletas que estão jogando a Série B, outros terminaram muito bem a Série C e alguns que têm um retrospecto muito bom, já ganharam títulos”, destacou Pintado, que reforçou a ideia de deixar algumas inscrições em aberto para serem preenchidas ao longo do campeonato. “Não vamos fechar com 28 atletas ainda. O planejamento é deixar de duas a três vagas para qualquer correção que tenha que ser feita”.

NOTAS DO BUGRE

Ajustes finais

O Guarani finaliza os últimos detalhes da reforma dos alojamentos do estádio Brinco de Ouro e a obra deve terminar na próxima segunda-feira. Os 14 quartos receberam novas pinturas, pisos e mobílias. A ideia da diretoria é fazer a pré-temporada e a concentração dos jogos em Campinas para economizar despesas com hotéis.

Camisa 9

Questionado sobre qual a posição está mais difícil de encontrar no mercado, Pintado foi taxativo e disse que o setor mais complicado é o ataque. Bem humorado, o treinador brincou e disse que não foi possível contratar os atacantes Lucas Pratto, Ricardo Oliveira e Paolo Guerrero.

Acerto próximo

Brincadeiras à parte, o tão esperado camisa 9 do Guarani para a Série A2 está próximo de um acerto. Houve uma conversa ontem com um centroavante e o acerto ficou bem encaminhado. Para a negociação ser concretizada falta somente o jogador se desligar de seu clube atual.

A FRASE

“O ano termina com um prenúncio legal e podemos esperar um 2016 muito melhor.”