Publicado 10 de Novembro de 2015 - 5h30

O presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB), Wolfgang Niersbach, apresentou ontem sua renúncia. Após reunião de emergência, o dirigente disse que estava assumindo a "responsabilidade política" pelo escândalo que recentemente abalou o órgão, acusado de pagar propina a dirigente da Fifa para ser escolhida como sede da Copa de 2006. Em outubro, Theo Zwanziger, antecessor de Niersbach, disse que o dirigente tinha conhecimento de um suposto "caixa dois", que seria utilizado para pagar suborno a integrantes do Comitê Executivo da Fifa para sediar a Copa. (AE)