Publicado 10 de Novembro de 2015 - 5h30

Duas das equipes mais tradicionais da NBA, New York Knicks e LA Lakers vivem fases bem menos vencedoras do que mandam suas histórias. No domingo, fizeram um confronto esvaziado que, no entanto, ganhou importância por se tratar da provável despedida de Kobe Bryant de um dos "templos" do basquete nos Estados Unidos, o Madison Square Garden. O Knicks estragou a festa do astro adversário e venceu por 99 a 95.

Kobe ainda não confirmou sua aposentadoria, mas se mostrou extremamente decepcionado com sua atual fase e admitiu que esta deve mesmo ser a sua 20 e última temporada na liga.

O Madison Square Garden foi um dos palcos onde o astro mais brilhou, como em 2009, quando anotou 61 pontos por lá. E mesmo tendo visto seu New York Knicks sofrer tanto nas mãos do rival, os torcedores da casa mostraram o respeito por uma das maiores lendas da história da NBA e aplaudiram o jogador na entrada e na saída da quadra.

Só que com a bola em jogo, Kobe definitivamente não é mais o mesmo. Até anotou 18 pontos, mas acertou somente seis dos 19 arremessos que tentou. Do outro lado, Carmelo Anthony marcou 24 pontos e pegou oito rebotes e, auxiliado pelos 14 pontos e 13 rebotes de Robin López, levou o Knicks à vitória. Marcelinho Huertas ficou de fora por opção do técnico pela segunda vez seguida.

Foi o terceiro triunfo em sete jogos do Knicks, enquanto o Lakers tem apenas uma vitória em seis partidas. Campanha bem diferente, por exemplo, do Cleveland Cavaliers, segundo colocado da Conferência Leste com apenas uma derrota em sete duelos. No domingo, a equipe derrotou o Indiana Pacers por 101 a 97, em casa, comandada por LeBron James. (Da Agência Estado)