Publicado 10 de Novembro de 2015 - 5h30

A Federação Paulista de Futebol (FPF) divulgou ontem, durante o Conselho Arbitral, a fórmula de disputa da Série A2 de 2016. A principal novidade é a volta do mata-mata. A competição será disputada em turno único e os oito primeiros colocados se classificam às quartas de final. Os classificados se enfrentam em jogos de ida e volta até a final, que será disputada em partida única. Campeão e vice sobem para a Série A1 e os últimos seis colocados serão rebaixados à Série A3. A competição terá início no dia 31 de janeiro e terminará em 8 de maio.

A cota pela participação do campeonato será bem maior no ano que vem. O valor vai depender de uma série de requisitos e o Guarani receberá cerca de R$ 800 mil. Neste ano, o valor foi de apenas R$ 180 mil. Assim como acontecerá no Paulistão, foi aprovado que os clubes não poderão trocar de técnico entre si. Ou seja, um treinador que iniciar a Série A2 dirigindo um clube não poderá comandar outro time da mesma série. Também foi mantido o limite de inscrição em 28 jogadores, sendo três goleiros. Eles poderão ser substituídos até o dia 4 de março em caso de contusão.

Para o superintendente de futebol do Guarani, Waldir Lins, a nova fórmula vai deixar o campeonato mais equilibrado. "É bom para a competição, porque com a classificação de oito times terá competitividade até a última rodada", afirmou.

O presidente Horley Senna votou a favor do mata-mata, porque acredita que o sistema pode beneficiar o Bugre. "O Guarani é grande e forte e coloca 10 mil torcedores no Brinco de Ouro tranquilamente. Isso pode fazer a diferença num jogo decisivo", disse o dirigente. Sobre a cota pela participação, Horley desconversou e não confirmou a verba. "Esse valor vai depender de muitos fatores, pode chegar a R$ 800 mil, mas tem uma série de coisas, como salário em dia, tempo na A2. Ainda não dá para saber", completou.

Os clubes que conquistaram o acesso na Série A3 foram Atibaia, Juventus, Taubaté e Votuporanguense. No entanto, a vaga do Atibaia ficou com o Barretos, 5 colocado na Série A3. Isso porque o Atibaia não tem recursos para reformar o estádio Salvador Russani, que não preenche os requisitos para a Série A2.

Elenco se reapresenta hoje ao técnico Pintado

Pouco mais de 40 dias após a eliminação na Série C, o elenco do Guarani se reapresenta hoje de olho na próxima temporada. Dez jogadores remanescentes, além de destaques do time sub-20, se apresentam ao técnico Pintado na tarde de hoje, no Brinco de Ouro. A diretoria garante que já tem nove reforços apalavrados para a Série A2, mas mantém sigilo porque os jogadores ainda não assinaram contrato.

A tendência é que poucas novidades apareçam no clube hoje, uma vez que os contratados ainda estão em atividade nas várias divisões do Brasileiro. Uma novidade confirmada é o volante sul-coreano Kim, de 18 anos, que chega ao clube através de uma parceria com a empresa M. Sports.

Os dez jogadores que permanecem no Guarani para 2016 são o goleiro Pegorari, os laterais Oziel e Denis Neves, os zagueiros Thiago Carpini, Léo Rigo e Guilherme Garutti, os volantes Diego Silva e Lenon e os meias Watson e Fumagalli. Revelações da base, como o meia João Vittor e o atacante Raí também deve continuar no Bugre. (BB/AAN).