Publicado 11 de Novembro de 2015 - 22h48

Por Paulo Santana

O oposto Wallace, que voltou ao time após contusão, destaca a importância de aproveitar a força da torcida para ganhar confiança

Divulgação

O oposto Wallace, que voltou ao time após contusão, destaca a importância de aproveitar a força da torcida para ganhar confiança

Diante de um adversário machucado pela estreia ruim com derrota para o São José dos Campos, o Brasil Kirin espera conquistar a segunda vitória na Superliga Masculina de Vôlei, diante do Minas, nesta quinta-feira (12), às 20h, no Ginásio do Taquaral, em Campinas. Assim como na partida de estreia, o time campineiro promoverá atrações para aumentar a interação com a torcida.

O técnico Alexandre Stazioni, que comemorou bastante a vitória tranquila sobre o Copel Telecom/Maringá, por 3 sets a 0, quer aproveitar o fator casa para vencer a segunda e seguir brigando pelas primeiras posições. “Começar com uma sequência de vitórias cria uma gordura que nos dá segurança para a sequência da disputa. A Superliga é longa e exige muito do elenco. Por isso, é importante começar bem. Lá na frente, os problemas costumam aparecer”, ressalta.

Wallace, que voltou ao time na partida contra Maringá e contribuiu com onze pontos, espera que a torcida novamente faça a diferença, como tem feito sempre que o Brasil Kirin atua como mandante. “Temos uma sequência importante dentro de casa. Fazer valer a força da nossa torcida nos dá confiança para o restante do torneio e para a sequência de jogos que teremos pela frente”, disse.

O técnico do Minas, Nery Tambeiro, pretende iniciar a partida com os mesmos jogadores que participaram da estreia, mas não quer saber da mesma apatia que marcou a derrota. “Vamos entrar com outra postura para este jogo. Isso é muito importante, porque não tem como jogar com apatia contra nenhuma equipe. Tem que entrar forte e impor um bom ritmo do início ao fim. O que pode fazer a diferença é a nossa postura, com todos os jogadores atentos”, afirmou.

TORCIDA

Para esta partida está valendo o Cupom do Craque. O torcedor que levar R$ 30,00 em cupons fiscais de compra de produtos da linha Viva Schin ganha uma pulseira que dá direito de entrar na quadra após o jogo para conhecer os jogadores do time campineiro.

E, neste jogo, segue o programa Torcedor Sustentável, que dá brindes para quem levar duas embalagens vazias no ato da troca de ingressos. O torcedor ganha uma cartela e uma carimbada e deve seguir acompanhando a equipe. Assim que juntar quatro marcas, ganha um squeeze. Com oito carimbos, o torcedor leva uma ecobag. Mas, para quem completar a cartela com 11 carimbadas, o time campineiro dará uma mochila do clube.

Escrito por:

Paulo Santana