Publicado 09 de Novembro de 2015 - 19h30

Por Agência Estado

Neymar, mesmo em momento conturbado fora de campo, poderá voltar a formar dentro dele o temido trio ofensivo com Messi e Suárez

Josep Lago/France Press

Neymar, mesmo em momento conturbado fora de campo, poderá voltar a formar dentro dele o temido trio ofensivo com Messi e Suárez

Neymar se apresentou ao hotel da Seleção Brasileira, em Guarulhos, às 17h45 desta segunda-feira (9). O craque chegou ao lado do companheiro de Barcelona Daniel Alves e não quis falar com a imprensa. Cerca de 30 jornalistas aguardavam o atacante.

Após descer do carro que o trouxe do aeroporto, localizado a poucos quilômetros do hotel, Neymar tirou fotos com duas fãs que o esperavam na recepção. O craque passou pelos jornalistas carregando as próprias malas e limitou-se a dar um breve aceno às câmeras.

No mesmo instante em que Neymar chegava ao hotel, o técnico Dunga comandava o primeiro treino da Seleção Brasileira para a partida de quinta-feira (12), contra a Argentina, em Buenos Aires, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. A atividade foi realizada no CT do Corinthians. Além de Neymar e Daniel Alves, não participaram da atividade o atacante Hulk (Zenit), o lateral-direito Danilo (Real Madrid) e o zagueiro Gabriel Paulista (Arsenal), que ainda não chegaram ao Brasil.

Neymar viajou de Barcelona para São Paulo em voo comercial. A viagem durou 12 horas. O avião posou em Guarulhos às 16h48.

Como Messi está machucado, Neymar é a principal estrela do jogo de quinta entre Brasil e Argentina. No último domingo (8), ele marcou um golaço diante do Villarreal, pelo Campeonato Espanhol.

De costas para o seu marcador, o craque deu um chapéu no adversário e, antes de a bola cair no chão, bateu de primeira para o gol. Aplaudido de pé no Camp Nou, Neymar chegou a ser comparado a Pelé pela imprensa europeia.

O atacante está de volta à Seleção depois de cumprir suspensão nos dois primeiros jogos das Eliminatórias, contra Chile e Venezuela, por conta de punição imposta pela Conmebol após expulsão na Copa América. Depois do jogo contra a Argentina, no dia 17, a Seleção enfrenta o Peru, na Fonte Nova, em Salvador.

Escrito por:

Agência Estado