Publicado 10 de Novembro de 2015 - 21h23

Por Shana Pereira

O prefeito Jonas Donizette (PSB) sancionou nesta terça-feira (11) a Lei Cultura Viva, que define ao menos 21 pontos de cultura abrangendo entidades sem fins lucrativos que desenvolvem ações culturais continuadas nas comunidades locais.

No próximo ano, a sanção concedida pela Prefeitura, irá regulamentar as regras para publicar um edital onde as entidades farão o cadastramento e uma autodeclaração para a disputa.

A nova legislação vai criar espaços para fomentar oficinas, movimentos e ações culturais em toda a cidade. O convênio com o Ministério da Cultura irá repassar cerca de R$ 2 milhões para as entidades.

A lei Cultura Viva é de autoria do vereador Gustavo Petta (PcdoB) e foi aprovada pela Câmara de Campinas no mês passado.

Inédita no Brasil, a lei inspirada na cidade colombiana de Medellin faz com que o conceito de cultura seja o princípio da diversidade, oferecendo um olhar mais amplo para as crenças, memórias e histórias de Campinas.

“A lei só irá reforçar esses princípios e dar apoio a essas culturas. A expectativa é que a lei seja executada o quanto antes”, ressalta o vereador. 

Escrito por:

Shana Pereira