Publicado 14 de Novembro de 2015 - 18h07

Por Alenita Ramirez

Ao menos 12 mil imóveis de Campinas ficaram sem energia durante a chuva e o forte vento que atingiram a região nesta sexta-feira (13) à noite. No município, a ventania também causou a queda de 11 árvores, sendo que em um dos casos, no Parque das Flores, uma delas atingiu a calçada e parte de um carro que estava estacionado na via. Em outro, na Vila Costa e Silva, uma árvore caiu sobre o muro de uma casa. Ninguém ficou ferido. Festa do Peão teve cobertura de arquibancada e tendas atingidas

A ventania também destruiu parte da estrutura da Festa do Peão de Santa Bárbara d'Oeste, que teria início na noite de sexta-feira, no bairro Santo Antônio Sapezeiro. Ninguém ficou ferido e a primeira fase do evento, que ocorreria neste final de semana, foi cancelada.

A ventania ainda causou acidentes na Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304), sendo que em um dos casos, uma árvore caiu sobre um casal de motociclistas, que sofreu ferimentos moderados e foi socorrido ao Hospital da Unimed. Segundo o coordenador regional da Defesa Civil, Sidnei Furtado, a ventania chegou a 101 km/h na região, e choveu apenas 17mm.

O vento teve início por volta das 20h30 e afetou mais as cidades de Campinas, Americana e Santa Bárbara d´Oeste. No caso da festa do Peão de Boiadeiro, destruiu totalmente a cobertura das arquibancadas montadas para receber o público.

As tendas instaladas na praça de alimentação também não suportaram e vieram abaixo. As lonas de proteção do palco também foram danificadas. Ontem pela manhã, os trabalhadores contabilizavam os prejuízos. “Foi horrível. O vento veio em forma de redemoinho. Foi uma correria”, contou o comerciante Sebastião Aparecido de Paula, de 54 anos.

Ao menos 50 trabalhadores e cerca de 20 visitantes estavam no local. O grupo teve que correr cerca de 100 metros para se abrigar em um restaurante. “Não foi falta de fixar a estrutura no chão. O vento foi forte mesmo. O Corpo de Bombeiros vistoriou tudo. Agora vamos buscar uma nova estrutura para reforçar na segurança dos visitantes”, disse um funcionário da manutenção da festa.

Segundo a CPFL Paulista, o forte temporal afetou o fornecimento de energia elétrica para 12 mil clientes de Campinas e 8 mil de Piracicaba. A energia, ainda conforme a empresa, foi restabelecida no prazo médio de uma hora.

Escrito por:

Alenita Ramirez