Publicado 13 de Novembro de 2015 - 9h18

A reorganização do ensino escolar vai afetar diretamente 94 escolas, que serão 'disponibilizadas', e continuarão sendo usadas na área da educação

Alenita Ramirez/ AAN

A reorganização do ensino escolar vai afetar diretamente 94 escolas, que serão 'disponibilizadas', e continuarão sendo usadas na área da educação

Cerca de 400 alunos da Escola Estadual Carlos Gomes, no Centro de Campinas, fazem um protesto contra a reorganização escolar proposta pelo Governo do Estado de São Paulo nesta manhã de sexta-feira (13).

Os estudantes, inconformados com o encerramento do ciclo noturno, protestaram com cartazes e faixas. Campinas terá 16 escolas estaduais com ciclo único de ensino a partir de 1º de fevereiro do ano que vem. 

A reorganização do ensino escolar vai afetar diretamente 94 escolas, que serão 'disponibilizadas', e continuarão sendo usadas na área da educação.

A Secretaria de Educação sustenta que o projeto tem como objetivo melhorar a qualidade de ensino e do ambiente escolar, com aumento de até 10% no rendimento dos estudantes.