Publicado 15 de Outubro de 2015 - 15h10

Por Jaqueline Harumi Ishikawa

Fotos: Divulgação

Jaqueline Harumi

Da Agência Anhanguera

[email protected]

Um adolescente de 16 anos foi baleado de raspão na cabeça durante assalto à chácara de sua família no bairro Chácaras Casa Verde, em Monte Mor, anteontem à noite. Segundo a Guarda Municipal, quatro assaltantes participaram da ação, que foi flagrada por uma equipe que fazia patrulhamento na região e suspeitou de um Gol que estava estacionado com um dos criminosos do lado de fora da propriedade. Foram presos o ocupante do veículo, Alekssandro da Silva Urbano, 28 anos, e Gustavo Sergi, 22 anos, ambos moradores do Jardim Maria Antonia, em Sumaré.

De acordo com a corporação, o assalto aconteceu por volta das 20h30 e durou cerca de 10 minutos. Foram rendidos o dono do imóvel, um comerciante de 51 anos, e o filho dele. Segundo a GM, o disparo teria ocorrido durante ameaça dos criminosos quando exigiam mais dinheiro, pois tinham a informação de que o comerciante possuía em torno de R$ 100 mil da venda de gado, mas encontraram cerca de R$ 4 mil. O tiro foi feito na direção do comerciante, no entanto atingiu seu filho.

A corporação afirmou que o primeiro abordado foi justamente Urbano, que num primeiro momento não soube dizer o que fazia parado no local. Quando os guardas entraram no terreno Maciel foi detido, mas os outros dois integrantes da quadrilha conseguiram fugir por um pasto. A vítima ferida foi socorrida pelos próprios guardas à Associacao Hospital Beneficente Sagrado Coração de Jesus, onde foi medicada.

Com a dupla presa, foram apreendidos R$ 614, diversas bijuterias, um smartphone, vários cartões de bancos e talões de cheque e um revólver calibre 32. Já os dois fugitivos levaram R$ 4 mil, documentos e cartões bancários. Em depoimento na delegacia, os detidos disseram que os comparsas também são do bairro onde moram, sendo que um deles foi identificado como Higor Goes Maciel. Urbano alegou que foi convidado por Sergi para o assalto e Sergi afirmou que agiu na chácara pelo conhecimento que teve da venda de gado. A dupla foi indiciada por roubo, tentativa de homicídio e porte ilegal de arma e levada à Cadeia Pública de Sumaré.

Escrito por:

Jaqueline Harumi Ishikawa