Publicado 13 de Outubro de 2015 - 20h58

Por Adagoberto F. Baptista

Menos de 20 horas após uma rebelião, os menores da Fundação Casa, no bairro San Martin, em Campinas, voltaram a causar tumulto na unidade, na tarde desta terça-feira (13). O motim foi contido logo no início, mesmo assim funcionários e internos ficaram feridos. Os agentes sofreram agressões no rosto.

A confusão aconteceu por volta das 15h, quando dois adolescentes se desentenderam e deram início às agressões. Logo depois outros internos começaram a participar da briga. Para que a situação não saísse do controle, os funcionários da fundação precisaram intervir e conseguiram terminar com o tumulto.

A direção da unidade chamou a Polícia Militar para dar apoio externo e garantir que nenhum interno fugisse.

Dos 64 internos, 32 participaram da confusão, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária. Os menores envolvidos na briga passarão por uma Comissão de Avaliação Disciplinar (CAD), que irá analisar as sanções a serem aplicadas.

O Judiciário e os familiares dos internos foram informados da ocorrência. A Corregedoria Geral da Fundação Casa abrirá uma sindicância para apurar o movimento de indisciplina ocorrido nesta terça.

Outra sindicância foi aberta para apurar a tentativa de fuga frustrada dos menores com apoio externo ocorrida na noite da última segunda-feira (12) no mesmo centro socioeducativo.

Na ocasião, dois suspeitos pularam o muro do centro na tentativa de iniciar uma fuga por volta das 21h30. A PM foi acionada e conseguiu deter um deles, que chegou a pular os muros. O outro permanece foragido.

A rebelião, segundo a polícia, começou após uma discussão entre internos, que fizeram seis funcionários como reféns.

Viaturas da PM, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e dos Bombeiros foram mobilizadas e permaneceram do lado de fora da unidade. A intervenção policial dentro do prédio, no entanto, não chegou a ser necessária. A rendição foi negociada após a PM ser acionada.

Escrito por:

Adagoberto F. Baptista