Publicado 14 de Outubro de 2015 - 19h14

Por Agência Estado

Na avaliação do treinador, Lucas Lima tem mais chances de ser escalado

Ivan Storti/Santos FC

Na avaliação do treinador, Lucas Lima tem mais chances de ser escalado

O meia Lucas Lima e o atacante Ricardo Oliveira estarão em Porto Alegre para o jogo do Santos contra o Grêmio, nesta quinta-feira (15) mas ainda não têm a escalação confirmada no confronto válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A comissão técnica aguarda uma autorização especial da CBF, já que existe uma determinação de entidade para que os jogadores respeitem um intervalo de no mínimo 72 horas entre uma partida e outra. Os dois estiveram na vitória da seleção brasileira sobre a Venezuela, na última terça, em Fortaleza, por 3 a 1, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

"Eles viajarão. Está definido. Vão com a delegação. Mas ainda não temos uma posição do que possa vir a acontecer (em termos jurídicos)", afirmou o técnico Dorival Junior, em entrevista coletiva no CT Rei Pelé.

Na avaliação do treinador, Lucas Lima tem mais chances de ser escalado; Ricardo Oliveira está praticamente descartado por questões físicas. "Fisicamente, Ricardo Oliveira preocupa. Lucas Lima, não. Se acontecer a liberação, Lucas joga. Ricardo é outra situação", afirmou o treinador.

É importar destacar que Ricardo Oliveira entrou jogando como titular no jogo contra a Venezuela e só foi substituído no final do segundo tempo, enquanto Lucas Lima foi colocado em campo por Dunga na etapa final do confronto da seleção.

Além da dúvida sobre a escalação dos selecionáveis, o Santos tem vários desfalques por questões médicas. O zagueiro Gustavo Henrique ainda não está totalmente recuperado de desgaste muscular e será substituído por Werley; Victor Ferraz, diagnosticado com lombalgia aguda, está fora. Seu substituto será Zeca, que jogará pelo lado direito da defesa.

O ataque deverá ser formado por Neto Berola, Leandro e Gabriel, este último de volta ao Santos após ter defendido a seleção brasileira olímpica em dois amistosos realizados na Arena Amazônia, em Manaus.

Escrito por:

Agência Estado