Publicado 14 de Outubro de 2015 - 17h42

O treinador português foi punido depois de declarar que o árbitro Robert Madley teve 'medo' de dar um pênalti

France Press

O treinador português foi punido depois de declarar que o árbitro Robert Madley teve 'medo' de dar um pênalti

O técnico do Chelsea, José Mourinho, foi multado em 50 mil libras (aproximadamente R$ 296 mil) pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) por acusar os árbitros de serem tendenciosos contra a sua equipe, além de suspendê-lo por uma partida.

A FA explicou, porém, que a proibição de dirigir o Chelsea em uma partida está suspensa pelo período de um ano, significando que não será cumprida agora, mas entrará em vigor imediatamente se o treinador cometer mais alguma violação das regras até 13 de outubro de 2016.

No dia 3 de outubro, na sua entrevista após a derrota do Chelsea para o Southampton por 3 a 1, pelo Campeonato Inglês, o treinador português afirmou que os árbitros "têm medo de tomar decisões a favor" do time londrino.

Diante disso, a FA decidiu punir Mourinho e disse nesta quarta-feira que as declarações do técnico do Chelsea "constituem um ato condenável" e que implicam descrédito ao jogo.

Após conquistar o título do Campeonato Inglês na temporada passada, Mourinho vem sendo alvo de vários críticas na atual, por polêmicas fora de campo, sendo a principal delas envolvendo a médica Eva Carneiro, que deixou o clube, e também pelo péssimo desempenho do Chelsea, apenas o 16º colocado no torneio nacional.