Publicado 15 de Outubro de 2015 - 13h39

Por Inaê Miranda

A Polícia Civil de Hortolândia prendeu nesta quarta-feira (14) o chefe do Primeiro Comando da Capital (PCC) identificado como João Ribeiro da Silva, conhecido como Paraíba. Ele foi detido em uma chácara, no bairro Vila Real Santista, enquanto comandava o "julgamento" de dois indivíduos, que teriam praticado um homicídio na madrugada de terça-feira.

Contra Paraíba também havia dois mandados de prisão, um deles por participação em, pelo menos, um roubo da Samsung. Os outros dois homens envolvidos no homicídio também foram presos temporariamente.

De acordo com informações policiais, cerca de 30 indivíduos estavam ‘sumariando’ - ou julgando - os acusados de homicídio.

A Polícia Civil tomou conhecimento da ocorrência por meio de uma denúncia anônima e, por volta das 15h, chegou ao local. A operação teve o apoio da Guada Municipal.

Os 30 indivíduos teriam sido conduzidos para a delegacia, mas apenas os três ficaram presos: Paraíba, porque constava como procurado e tinha dois mandados de prisão. Ele exercia a função de chefe da facção criminosa em Hortolândia - função também conhecida como "torre" .

Os outros dois homens são acusados de participar da morte de uma jovem no Jardim Primavera, no último dia 13 de outubro. No começo da noite, Paraíba foi transferido para a delegacia de Sumaré e hoje ele deve ser transferido para o Centro de Detenção Provisória de Hortolândia.

Escrito por:

Inaê Miranda